15 de Abril de 2009

Apresentação da Carta Gastronómica das Aldeias de Xisto - Sabores da Aldeia para ler e saborear

 
Foi apresentado o livro "Sabores da Aldeia - Carta Gastronómica das Aldeias do Xisto", durante um jantar de degustação, no Hotel da Montanha, em Pedrógão Pequeno (Sertã). O evento contou com a presença de personalidades dos sectores da gastronomia e da restauração, órgãos de comunicação social e de algumas pessoas que forneceram as receitas que compõem esta obra. Um jantar memorável.
A AHRESP - Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, a Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal, a Associação Portuguesa de Nutricionismo, e diversos órgãos de comunicação social nacional e local foram algumas das entidades que partilharam a mesa com as três senhoras daquela aldeia que forneceram. receitas para a elaboração desta obra: Maria do Carmo Antunes Rei, Celeste Antunes Rei e Ilda Jesus Santos.
A ementa deste jantar, foi baseada em receitas que podem ser encontradas no livro e soberbamente confeccionadas pela chefe Maria da Assunção Ribeiro Louro, do Hotel da Montanha.
Todas as 153 receitas representadas no livro foram cedidas de viva voz pelas pessoas que lá vivem. O que se comia, quando se comia e porque se comia, foi explicado foi explicado na primeira pessoa. Sem grandes preocupações quanto à forma ou ao estilo da oralidade, ou mesmo na explicitação minuciosa da confecção dos pratos, como costuma ser apanágio dos livros de receitas.
O importante foi privilegiar esse reavivar da memória, essa autenticidade de quem teve de se valer do que a terra dá e transformá-lo na subsistência que hoje chega até nós como
gastronomia de elevada qualidade.
Desde o primeiro momento do projecto da Rede das Aldeias do Xisto, que a gastronomia foi identificada como uma das principais riquezas do território. Daí até à elaboração de uma Carta Gastronómica a evolução foi natural.
A autenticidade e diversidade dos sabores, a qualidade dos produtos da terra, as tradições ainda vivas ligadas à agricultura de subsistência e ao ciclo da vida comunitária vertido na confecção do receituário, tem aqui uma proposta de sistematização formal e de contextualização histórico-cultural.
As Aldeias do Xisto são constituídas por 24 aldeias distribuídas por 14 Municípios do Pinhal Interior, na Região Centro de Portugal num território de enorme beleza e que oferece infinitas possibilidades de lazer.
Ao longo dos últimos anos, os 24 núcleos foram alvo de um programa de requalificação que permitiu às aldeias adquirir potencial humano de desenvolvimento, transformando-se em pólos de atracção turística dinâmicos que permitem a criação de uma nova base económica que passa, nomeadamente, pela recuperação das tradições, pela valorização do património arquitectónico construído, pela dinamização das artes e ofícios tradicionais e pela defesa e preservação da paisagem em que se enquadram. Este importante trabalho nunca perdeu de vista aquilo que era o seu principal objectivo: melhorar a qualidade de vida das populações das aldeias, elevando os seus níveis de auto-estima, qualificando o seu tecido social e agregando-as num processo participativo de desenvolvimento que é, antes de mais, seu.
 
 
in A Comarca de Arganil, de 15/04/2009
publicado por Texugo às 20:08

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30